Will be a dream come true

Eu conheci Pink Floyd ainda criança. Sempre ouvia meu pai e meus tios cantarolarem ” So, So you think you can tell”, mas não fazia idéia do que era.

Meu Pai trabalhava fazendo manutenção de equipamentos eletrônicos em diversos hotéis. Um certo dia ocorreu um assalto no hotel e meu pai estava. Ele havia emprestado um vídeo cacete novinho para o hotel e na época videocassete era muito um eletrônico bem caro. Os bandidos levaram o vídeo cassete do meu pai e o dono do hotel então o ofereceu como forma de pagamento uma fita cassete original do show Pulse do Pink Floyd. Na época era um show raro de ser encontrado aqui no Brasil. Meu pai aceitou sem pestanejar.

Lembro que neste dia, meu ele chegou chegou em casa com a fita, nos contou tudo o que tinha acontecido e em seguida assistimos a fita, meu pai, minha mãe e eu. Acho que meu irmão ainda não era nascido.

Eu vi aquela fita, escutei aquelas músicas, um senhor de cabelos brancos fazer coisas que deixavam meu pai de boca aberta, aquelas luzes, aqueles efeitos especiais… Foi fantástico! Eu a revi inúmeras vezes sozinho em casa. Chegava da escola  e assistia show com o volume nas alturas! Ficava hipnotizado por mais de 1 hora na frente da TV.

A música que meu pai e seus irmão cantarolavam estava nesse show: Wish you were here. Não sabia o que significava essa frase.

O tempo foi passando e fui gostando cada vez mais de Pink Floyd. As música já estavam na ponta da língua. Aos 14 anos ganhei o violão de aniversário dos meus pais. Sabem qual foi o primeiro solo que aprendi a tocar? Wish you were here…

Sempre tive um grande sonho de ir em um show do Pink Floyd com a formação original. Os 4! Sabia que era um absurdo, mas havia sempre um pingo de esperança de um dia isso acontecer. Porém esse sonho acabou, quando em 2008, recebemos a notícia da morte de Richard Wright aos 65 anos. O tecladista do Pink Floyd morreu anos depois da banda se reencontrar na Live 8 em 2005, depois de 20 anos separados.

Hoje posso dizer que parte do sonho que sempre tive se tornará realidade. Roger Waters virá ao Rio de Janeiro com a turnê The Wall e fará um mega show no Estádio Olímpico João Havelange. E eu estarei lá!

Tenho certeza que esse será um show que contarei para os meus filhos…

Seja Bem Vindo Tio Waters!

Tear down the wall!!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *