A comunicação social realmente é uma vilã?

Não é segredo que a comunicação social, seja ela o jornalismo ou a publicidade, possui um poder imenso nas mão. O jornalismo consegue convencer a sociedade de que uma pessoa inocente é culpada de um crime, assim como a publicidade tem o poder de despertar o desejo de consumirmos algo que não necessariamente precisamos. O grande problema é que quem permite que isso tudo aconteça somos nós. Infelizmente não temos capacidade de filtrar essas informações. Nós não aprendemos isso.

Todo esse processo começou a muito tempo atrás, antes mesmo dos portugueses pisarem por aqui. Na idade média, a igreja católica ditava o que queria para a população, que ignorante, obedecia a tudo. Somente depois do Iluminismo que toda essa situação começou a mudar e a educação e a formação de um cidadão crítico começou a ser praticada.

 

Podemos dizer que esse modelo funcionou aqui no Brasil até a ditadura militar. Depois do golpe de 1964, os militares iniciaram o processo de deseducação da população, onde a censura atuava

com força. Aos poucos, o que era ensinado nas escolas foi ficando muito mais restrito e a ignorância voltava a reinar na população, pois não era interessante para o governo formar um povo inteligente.

Até hoje temos reflexo desta educação falha. Nossas crianças estão sendo formadas sem uma educação critica, do que é formada uma sociedade e quais são os seus direitos e deveres. O governonão forma mais cidadão mas sim estatística. Números que farão o Brasil um país muito mais bem visto internacionalmente.

Como dito, a comunicação social tem sim um grande poder, que é multiplicado pela mídia. A mídia faz muito bem o seu trabalho de comunicar as massas uma mensagem, cabe a nós, com a educação que nós filtramos essa mensagem. Se a reportagem de um determinado jornal acusa um indivíduo de fazer algo, cabe a nós termos o discernimento de apurar a informação dada. Se em um comercial de TV nos persuadir a comprarmos um celular novo, mesmo tento um em perfeito estado, cabe a nós jugarmos se aquilo realmente é necessário.

Tenho convicção de que o grande vilão de toda essa história de alienação da população em relação a comunicação não é a publicidade e nem o jornalismo, mas sim a educação.

charge-educacao-descaso

 

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *